O sol brilhava de forma bastante simpática, contribuindo para o acentuar do cansaço, mas a brisa fresca proporcionada por uma ou outra descida mais acentuada entre a vasta flora ajudaram a progredir no terreno.

Santiago do Cacém - Cercal do Alentejo

Santiago do Cacém – Cercal do Alentejo

Imersos na paisagem natural, trocámos algumas palavras com os caminhantes com quem nos cruzámos. Recordo o exercício de tentar perceber o nome duma localidade portuguesa dito por uma natural de Hong Kong que estava a fazer o percurso no sentido inverso ao nosso.

Feitas as respetivas apresentações e trocadas algumas palavras de alento para o que faltava do percurso, partimos. Parámos uns quilómetros mais à frente naquilo que deve ser uma paragem obrigatória à sombra dum chaparro.

Cercal do Alentejo - zona de descanso

Cercal do Alentejo – zona de descanso

No espírito que é característico daqueles que comungam com a natureza, demos aqui o nosso melhor, à sombra do chaparro, para ajudar um casal com problemas mecânicos. Não muito longe daqui, teríamos a nossa oportunidade de dar uso ao material de reparação que trazíamos.

Foram precisas pouco mais de três horas para cumprir o objetivo da etapa – Cercal do Alentejo. Longe da média de 20.1Km/h alcançada no Prólogo e com uns quilómetros iniciais difíceis, cumprimos mais 41.17Km, elevando o total diário para 101.17Km. Era portanto chegada a hora de aceitar o desafio de encontrar sítio para pernoitar.

Dada a experiência doutras aventuras, fomos diretamente à corporação de bombeiros local a fim de indagarmos a possibilidade de pernoitar no quartel, o que aconteceu dentro daquilo que é o seu carácter humanitário. Tivemos ainda direito a um banho quente (bem necessário) e uma refeição no restaurante da associação.

Cercal do Alentejo - BV Cercal do Alentejo

Cercal do Alentejo – BV Cercal do Alentejo

Cercal do Alentejo - chegada ao local de pernoita

Cercal do Alentejo – chegada ao local de pernoita

Fica aqui, portanto, o nosso reconhecimento e sincero agradecimento a toda a corporação dos Bombeiros Voluntários Cercal do Alentejo.

Percorridos 101km usufruímos do merecido descanso.